1553 - PEQUENO DARMA

1553 pequeno darma
 
 
 
PEQUENO DARMA 
 
Qualquer coisa que você realizar, seja na vida profissional, familiar ou espiritual, entregue sempre os frutos disso a Krishna*.
Nada nos pertence, nem mesmo o fruto de nosso trabalho, que muitas vezes é apenas o resgate de confusões antigas das outras vidas. 
Paramahamsa Ramakrishna**, com aquele sorriso de menino, sempre dizia: 
“O verde da esperança está tremulando no ar à sua frente. Respire-o e flutue no Grande Amor.” 
No mundo dos homens, são raros aqueles que evidenciam, sinceramente, os méritos alheios. Porém, também são raros aqueles que transcendem a noção de “Eu” e “Meu” no trabalho espiritual. 
E, mais raros ainda, aqueles que agradecem a oportunidade de servir. 
Por isso, Ramakrishna ensinava que o grande mantra é “Servir, Servir, Servir...” 
E que as realizações sejam sempre oferecidas a Krishna, o Senhor de todos os darmas***
 
Paz e Luz. 
 
- Wagner Borges – mestre de nada e discípulo de coisa alguma.
(Texto extraído do livro “Na Luz de Krishna” – Editora Zennex – 2007.)
 
- Notas:
* Krishna - o maior dos avatares (emissários divinos) entre os hindus. O mestre de Arjuna, conforme narrado no Bhagavad-Gita (parte essencial do épico “O Maha-Bharata).
 ** Paramahamsa Ramakrishna: mestre iogue que viveu na Índia do século XIX e que é considerado até hoje um dos maiores mestres espirituais surgidos na terra do Ganges. Para se ter uma ideia de sua influência espiritual, posso citar que grandes mestres da Índia do século XX se referiram a ele com muito respeito e admiração, dentre eles o Mahatma Ghandi, Paramahamsa Yogananda e Rabindranath Tagore.
*** Darma – do sânscrito, dharma – dever, missão, programação existencial, mérito, bênção, ação virtuosa, meta elevada, conduta sadia, atitude correta, motivação para o que for positivo e de acordo com o Bem comum.
 

Texto <1553><24/03/2017>
 

ImprimirEmail