1578 - HÁ ALGO MAIS... UM AMOR E UMA LUZ. - CXXXIII*

1578 ha algo mais um amor e uma luz cxxxiii
 
 
HÁ ALGO MAIS... UM AMOR E UMA LUZ. – CXXXIII*
 
A Paz começa em mim...
Em meu coração.
Eu sei disso.
Eu aceito.
Eu sei que tudo que respira, aspira o Eterno.
Então, respiro o Todo...
Respiro e aspiro.
E assim, Eu Sou!
Sim, Eu Sou consciência imperecível...
Entro e saio dos corpos densos há vários ciclos.
Não nasço nem morro...
Eu Sou o eterno aprendiz.
O Todo é o meu hierofante!**
Eu sei disso.
Eu aceito.
Eu respiro e aspiro.
E, através dos eons de tempo do Eterno, Eu Sou!
Ninguém é estrangeiro, pois tudo que vive é meu próximo.
Eu Sou um cometa pensante viajando pelo Multiverso...
E a minha viagem é infinita.
Porque há algo mais...
Um Amor e uma Luz.
Eu sei disso.
Eu aceito.
Pois a vida continua, sempre...
(Dedicado aos mentores extrafísicos da Casa das Estrelas.)
 
- Wagner Borges – mestre de nada e discípulo de coisa alguma.
Caxias do Sul, 4 de julho de 2017.
 
- Notas:
* Esse texto fará parte do segundo volume do livro “Há Algo Mais... Um Amor, Uma Luz”.
Obs.: o primeiro volume do livro está disponibilizado para download gratuito no site do IPPB: http://www.ippb.org.br/blog/livro-ha-algo-mais-um-amor-uma-luz
** O Todo - expressão hermética para designar o Poder Absoluto que está em tudo. O Supremo, O Grande Arquiteto Do Universo, Deus, O Amor Maior Que Gera a Vida. Na verdade, O Supremo não é homem ou mulher, mas pura consciência além de toda forma. Por isso, tanto faz chamá-lo de Pai Celestial ou de Mãe Divina. Ele é Pai-Mãe de todos.
Quando se afirma que o Todo é o Grande Hierofante, é no sentido de que Ele é o Supremo iniciador de todos os seres, pois está em tudo!
Obs.: Hierofante - dentro do contexto das iniciações esotéricas da antiguidade, era o mestre que testava os neófitos (calouros) nas provas iniciáticas.

Texto <1578><31/08/2017>
 

Imprimir Email