1603 - BRASIL E JAPÃO, AMOR E FRUTA-PÃO

1603 brasil e japao amor e fruta pao
 
BRASIL E JAPÃO, AMOR E FRUTA-PÃO
(UMA ODE AO POVO JAPONÊS, DE LÁ E DAQUI)
 
Eu levei fruta-pão para o Japão.
E pelas coisas nipônicas eu me apaixonei, de todo coração.
 
Eu fui contente para as terras do Oriente...
Porque vi o Buda abraçando a Terra do Sol Nascente.
 
Lá, fiz muitos amigos e lembrei-me de casos antigos...
Onde eu tive a minha vez de ser japonês.
 
Eu não fui shogun e nem samurai!
De lá, eu vim para o ocidente.
 
Sim, eu vim do Oriente...
Para ser médium no Brasil, contente.
 
Eu vi a florescência rosada das cerejeiras...
E suas pétalas cobrindo as dores do passado.
 
Ah, foi lá que eu levei fruta-pão...
Aos meus irmãos do Japão.
 
Ó, Ilha de Edo tão querida!
Um dia eu fui seu filho.
 
Hoje eu sou médium brasileiro...
Unindo o Sol Nascente com a Pátria do Cruzeiro.
 
Do Monte Fuji ao Pão de Açúcar...
De Tóquio ao Ibirapuera.
 
Ah, Japão, esqueça a sua antiga dor...
Pois o Buda trouxe muitos dos seus filhos numa onda de Amor.
 
Aqui no Brasil, Iemanjá e Pena Branca os receberam com alegria.
E eles estão vivendo e aprendendo sob o as estrelas do Cruzeiro do Sul.
 
Sim, eles vieram do seu ventre, querido Japão...
Para comer fruta-pão no solo brasileiro.
 
Lá de Fukushima, trouxeram a menina Keiko...
Que, aqui no Brasil, ganhou o nome de Iracema.
 
Também vieram Takeda, Minamoto e Suyama...
Que agora são brasileiros de pele morena.
 
Ah, a Terra do Sol nascente é aqui!
Onde os seus filhos vivem... além dos mares do Oriente.
 
E também é em meu coração...
Meu querido Japão.
 
(Dedicado ao povo japonês, de lá e daqui.)
 
Paz e Luz.
 
- Wagner Borges – mestre de nada e discípulo de coisa alguma.

Texto <1603><09/12/2017>

Imprimir Email