O sol do amor nunca se põe

Pensamento do dia 17 de dezembro de 2014.

O sol do amor nunca se põe

"Vocês querem conservar a sensação de plenitude que o amor lhes dá? Procurem não depender mais da presença física daqueles que vocês amam. Seja o seu afastamento voluntário ou não – e mesmo que tenha sido a morte a afastá-los – vocês serão capazes de escapar do vazio criado pela sua ausência se viverem no único mundo verdadeiramente real: o seu mundo interior com o qual são uma coisa só. Quando vocês saem do seu mundo interior, fatalmente, os seres e as coisas podem escapar-lhes e vocês ficam à mercê dos acontecimentos. Será que vocês sabem por quanto tempo os seres, aos quais estão afetivamente ligados, continuarão ao seu lado? Não. E, de um modo ou de outro, devem esperar que um dia estarão fisicamente separados deles. Por isso, esforcem-se para colocar a sua consciência nas regiões elevadas onde as circunstâncias não têm nenhum poder sobre vocês, lá onde o sol do amor nunca se põe. Lancem-se na luz desse sol eterno. Enquanto aqueles que amam estiverem dentro de vocês, nenhuma força do mundo poderá tirá-los de lá."

Omraam Mikhaël Aïvanhov


Esse texto é recebido da Edizioni Prosveta em italiano, e traduzido para o português (do Brasil), com o objetivo de difundir as mensagens do Mestre Omraam Mikhaël Aïvanhov.

Imprimir