AMPARADOR MEU

Meu amparador,

Amigo espiritual, anjo da guarda, fiel companheiro, sócio consciencial, que divide comigo um fardo.

Um ombro amigo, esteio espiritual nada invisível, forte e sensível que divide comigo o pesado fardo de meu ego ainda obscuro.

Contra minha evolução, um muro.

Sofre, chora e sorri junto comigo, também possui lágrimas e não possui asas.

Que aconselha e puxa a orelha;

Que não martela, sempre esmera;

Que não escorrega, sempre espera;

Que para o Bem sem ser chamado vem;

E contra o Mal sem ser mandado vai;

Se solicitado, vem de bom grado;

Que recompensa, para isto nem pensa;

Amigo que instrui, me chama se eu fui;

Quando meu coração chora, vem e me consola;

Quando erro de novo, vem e me esfola.


Amigo,

Que faz a cobrança devida;

Faz a retirada se não se sente bem-vindo;

Impõe a presença, se preterida;

Esclarece e instrui, mexe na ferida.


Amparador amigo é escola de vida.

Sociedade infinita;

Amizade querida;

Vitória sofrida;

Trabalho sem fadiga.


Amparador amigo,

Venha comigo.

Ajude-me a sair de meu umbigo,

Criar mérito e poder viajar por entre as estrelas e visitar, trabalhar e aprender nas colônias de amor suave rosa-violáceo.

Ajude-me a poder levantar as bandeiras da esperança de que um dia eu possa gerar energias de amor incondicional e justo.

Obrigado, meu amigo.

- Dalton -


 

Imprimir