Falando das coisas do espírito, na lata!

 falando das coisas do espirito na lata
 
 
FALANDO DAS COISAS DO ESPÍRITO, NA LATA!
 
Olá, caro amigo das coisas do espírito.
Não se surpreenda com as tolices dos outros e nem com as suas.
Você sabe: o mundo está cheio de gente complicada.
Muitos querem desenvolver poderes psíquicos ou dominar certas magias.
No entanto, não suportam conviver com a responsabilidade inerente a isso.
Querem os poderes, mas sem nenhuma maturidade.
Querem a magia, mas sem nenhuma profundidade.
Inclusive, muitos são ridículos e se pelam de medo de espíritos.
Querem levantar o véu dos mistérios, mas estão cheios de leviandade.
E não se tocam de um detalhe fundamental: quando levantam o véu, eles veem o Invisível, mas também ficam visíveis para outros planos.
E, com medo de espíritos, como fica essa abertura?
Como essa gente leviana quer lidar com o Invisível, se, ao mesmo tempo, se borra de medo do Além?...
Para entrar e sair do Invisível, de forma segura, é necessário usar um preservativo de luz no corpo espiritual* - ou seria mais apropriado chamar isso de “camisinha da alma”?
Ou seja, revestir-se de Luz, para vibrar energias salutares na própria aura**.
Como a Luz de cada um reflete o seu próprio nível de consciência, não pode haver medo ou falta de caráter diante do Invisível.
Pensamentos claros e firmes produzem formas mentais*** limpas e saudáveis.
Sentimentos bons propagam vibrações salutares e dissolvem conjunções negativas.
As energias revelam o padrão de pensamentos e sentimentos de cada um.
Ao levantar o véu dos mistérios, também se expõe a própria consciência ao Invisível. Portanto, é necessário firmeza nisso! E resolução correta na perspectiva espiritual.
Para segurar a onda e crescer direito, é preciso cercar-se de Luz.
Alguns conseguem isso pela ação da prece honesta e verdadeira (feita de coração, e não por mera repetição ou por algum tipo de condicionamento religioso).
Outros ativam os chacras**** e movimentam suas energias.
E outros mais visualizam um fogo purificador circulando em sua aura.
Há muitas maneiras de fazer isso, mas todas elas demandam algum tipo de concentração e esforço para sua realização.
O fato é esse: é preciso revestir-se de Luz, com caráter e consciência.
Tentar acessar o Invisível sem a proteção da Luz é incorrer em graves perigos psíquicos... porque, poder sem sabedoria corrompe os melhores propósitos e leva a sérios riscos e entraves espirituais.
Sem Amor, o bicho pega! E, sem discernimento, a queda é certa.
Revestido de Luz, pode-se entrar e sair com segurança do Invisível.
Porém, sem esse revestimento e ainda cheios de leviandade e medo, muitas pessoas se submetem ao Invisível, que entra e sai delas, à sua revelia.
 
- Companhia do Amor***** -
A Turma dos Poetas em Flor.
(Recebido espiritualmente por Wagner Borges.)
 
- Nota de Wagner Borges:
As capacidades psíquicas fazem parte da natureza humana. Não são boas ou ruins.
A maneira como lidamos com elas é que revela o nível de cada um.
Muitos lidam bem com isso, na Luz e na Fé.
Outros lidam mal, seja por ignorância ou leviandade.
E alguns, são simplesmente arrogantes no trato com isso.
Diante do Invisível, é preciso uma boa imunização psíquica, com doses cavalares de Discernimento, Amor e Luz. Mas isso dá trabalho e exige caráter forte.
É por isso que muitas pessoas se afundam nessa área: falta caráter firme e sobram leviandade, superstição, arrogância e ignorância.   
 
- Notas do Texto:
** Corpo espiritual - Cristianismo - Cor. I, cap. 15, vers. 44.
Sinonímias: Corpo astral - do latim, astrum - estrelado - expressão usada pelo grande iniciado alquimista Paracelso, no séc. 16, na Europa, e por diversos ocultistas e teosofistas posteriormente.
Perispírito - Espiritismo - Allan Kardec, séc. 19, na França.
Corpo de luz – Ocultismo.
Psicossoma - do grego, psique - alma; e soma, corpo. Significa literalmente "corpo da alma" - Expressão usada inicialmente pelo espírito André Luiz nas obras psicografadas por Francisco Cândido Xavier e por Waldo Vieira, nas décadas de 1950-1960, atualmente mais usada pelos estudantes de Projeciologia.
** Aura – do latim, aura - sopro de ar – halo luminoso de distintas cores que envolve o corpo físico e que reflete, energeticamente, o que o indivíduo pensa, sente e vivencia no seu mundo íntimo; psicosfera; campo energético.
*** Formas-pensamento - formações mentais modeladas e organizadas pelo pensamento e a imaginação.
**** Chacras – do sânscrito – são os centros de força situados no corpo energético e têm como função principal a absorção de energia – prana, chi – do meio ambiente para o interior do campo energético e do corpo físico. Além disso, servem de ponte energética entre o corpo espiritual e o corpo físico.
Os principais chacras são sete, que estão conectados com as sete glândulas que compõem o sistema endócrino: coronário, frontal, laríngeo, cardíaco, umbilical, sexual e básico.
Obs.: Ver o texto “Chacras e Cura Psíquica – II”, no seguinte link do site do IPPB: http://www.ippb.org.br/bioenergia/chacras-e-cura-psiquica-ii
(E, para mais informações detalhadas sobre bioenergia, aura e chacras, ver a seção específica no site do IPPB, no seguinte link: http://www.ippb.org.br/bioenergia).
***** A Companhia do Amor é um grupo de escritores e poetas extrafísicos brasileiros que me passa textos bem divertidos e despojados. Seu objetivo desse grupo é mostrar que não existe apenas vida após a morte, mas também muita Alegria e Amor.
Como seus textos são direcionados a população urbana, e eles não têm a menor pretensão de se passar por sábios espirituais, e nem estão compromissados com nenhuma linha espiritualista, seus toques são sempre cheios de galhardia e visam a espetar o raciocínio das pessoas com tiradas criativas e bem-humoradas.
O leitor mais atento (e despojado de “bitolas doutrinárias” de algum tipo), notará sérios questionamentos embutidos em suas brincadeiras. Muitas vezes, é brincando que se dizem as verdades mais sérias.
Em sua grande maioria, são poetas e muito bem-humorados. Segundo eles, seus escritos são para mostrar que os espíritos não são nuvenzinhas ou luzinhas piscando em um plano espiritual inefável.
Eles querem mostrar que continuam sendo pessoas comuns, apenas vivendo em outros planos, sem carregar o corpo denso.
Os seus textos são simples e diretos, buscando o coração do leitor.
Para mais detalhes sobre o trabalho dessa turma maravilhosa, ver os livros “Companhia do Amor - A Turma dos Poetas em Flor – Volumes 1 e 2” - Edição independente - Wagner Borges, e sua coluna no site do IPPB (que é uma das seções mais visitadas no site): http://www.ippb.org.br/textos/companhia-do-amor
 

Tags: Wagner Borges, Experiências Fora do Corpo, Projeção da Consciência, Viagem Astral, Viagem Espiritual

ImprimirEmail