A Magia do Grande Espírito - III

a magia do grande espirito iii
 
A MAGIA DO GRANDE ESPÍRITO – III*
O Chamado que ecoa nas Pradarias Espirituais...
 
“Não basta alguém frequentar um trabalho espiritual para se achar espiritualizado...
Mais do que isso, é preciso atitude firme e resolução clara.
Quem não se mexe, cria limo em si mesmo... e perde as oportunidades que se apresentam na renovação do fluxo da vida.
Fortaleza é consciência!
É saber o que vale a pena – e seguir firme na direção do que é verdadeiro -, sem se deixar prender nas armadilhas das ilusões e nem tropeçar nos escolhos do caminho.
Quem trilha a senda do Grande Espírito não têm dúvidas por onde segue...
E reconhece o valor de quem o acompanha nessa jornada de honra.
Fortaleza é humildade!
E muitos se esquecem disso e acabam por tropeçar na própria arrogância.
Quem é justo, sabe: a oportunidade do trabalho é abençoada.
Fortaleza é reconhecer isso!
Em certos momentos, o chamado da Luz espiritual ecoa mais forte...
É convocação de respeito, reconhecimento e honra dentro do homem.
É o Amor do Senhor de todas as pradarias chamando o coração...
Fortaleza é esse Amor!”
 
P.S.:
Esses apontamentos me foram passados na noite de hoje, após uma palestra.
E estão direcionados para os corações que se perderam.
O seu autor é um sábio extrafísico ligado às artes xamânicas.
Ele presta assistência espiritual em muitos dos trabalhos que participo.
Segundo ele, não basta alguém querer consertar o que se quebrou espiritualmente...
Antes, é preciso saber se a pessoa quer ser consertada.
E é por isso que o Grande Espírito só fala ao coração...
E quem trilha sua senda, escuta.
(Mais do que “ter”, é preciso “Ser”).
 
Paz e Luz!
 
- Wagner Borges – mestre de nada e discípulo de coisa alguma, sempre escutando e aprendendo...
São Paulo, 29 de fevereiro de 2020.
 
- Notas:
* Para melhor compreensão desses escritos, favor ver as duas partes anteriores, neste link: http://www.ippb.org.br/textos/1251-a-magia-do-grande-espirito-ii
Obs.: Enquanto eu passava a limpo essas linhas, rolava aqui no meu som a linda canção “Red in the Rainbow” (Songs of the Indian Flute), do flautista norte-americano John Rainer Jr. Então, deixo, na sequência, o seu link no YouTube.
 
 
Para acessar os textos anteriores, clique aqui

Imprimir