Ensinamentos dos Iniciados - II

ensinamentos dos iniciados ii
 
ENSINAMENTOS DOS INICIADOS - II
(Mais Toques de Luz e Honra na Senda Espiritual)
 
Ninguém é joguete de nada!
Cada um é responsável por suas escolhas e caminhos.
Quem quer luz, busca a Luz. É ressonância espiritual.
Quem quer ilusão, busca a treva. É conluio com o ego.
O livre-arbítrio é apanágio do ser humano.
Sua liberdade e seus infortúnios estão em suas mãos.
Ninguém é responsável pela felicidade de outro.
Cada um é cada um, com suas ações e repercussões inerentes.
A forma como cada um reage às situações é que dá a tônica de sua vida.
O nível de consciência é refletido nas escolhas e nos atos.
Quem está desperto, se liga à Luz. É escolha direta, sem dúvidas!
Quem está preso nas teias de Maya* se liga na incerteza. É só dúvidas!
Espiritualidade é um estado de consciência. Não é ter, mas, sim, SER!
Cada ato movimenta energias correspondentes... E suas repercussões.
Pensamentos e sentimentos também movimentam energias, e suscitam reações.
Ninguém vê, mas o que se pensa gera formas mentais**, que se ligam a outros pensamentos semelhantes, formando conexões psíquicas correspondentes.
Assim, também, ocorre com os sentimentos, que deixam marcas na aura.
 
* * *
É necessário que os homens tomem consciência de suas escolhas e atos.
Que se liguem à Luz e aos propósitos sadios e benéficos para a sua evolução.
Que trabalhem em prol dos Magnos Objetivos de Liberdade, Igualdade e Fraternidade***.
Que recusem os convites dos agentes das trevas e suas ilusões.
Que honrem suas jornadas com estudo e trabalho correto, sem ilusões.
Que saibam discernir entre a ascese evolutiva e os arroubos do ego.
A natureza não dá saltos! Crescer demanda trabalho e esforço apropriado.
Ninguém galgará os planos celestiais usando de subterfúgios ou esquemas.
Ascensão espiritual nada tem a ver com arroubos místicos ou valores doutrinários.
Tem mais a ver com a forma com que a pessoa se manifesta e o que ela quer da vida.
É preciso estudar e trabalhar, com decisão e precisão; com discernimento e amor.
Sem dedicação e esforço na senda, espiritual e humana, não há mérito.
Viver apenas por viver não é bom ou ruim, é só jornada sem alma e sem fé.
Mas quem caminha com a Luz precisa ser responsável. Precisa SER!
E quem é iniciado nas artes espirituais não vacila, pois sabe que o seu destino é forjado no valor dos seus propósitos.
Nos momentos de pressão, ele escora-se na prece silenciosa e busca o Alto.
Se precisar, ele chora, para aliviar seu coração. Mas é choro luminoso e digno.
 
* * *
 
Na hora do seu desenlace final da matéria, o iniciado é tomado no colo por seu hierofante****. Em espírito, ele é levado aos salões celestiais, na presença dos seus familiares e mentores extrafísicos... E, lá, ele é avaliado por Maat*****, que vê a verdade em seu coração.
Nada escapa ao Olho Divino, que conhece todas as coisas e todos os seres.
E Ela não olha a cor de sua pele nem sua doutrina, mas o bem que ele fez e sua luz.
Ela sabe que seus pensamentos, seus sentimentos e seus atos são suas testemunhas.
Tudo está gravado em seu corpo espiritual. Ele é o retrato vivo de uma vida.
Então, ela compara o peso dele (sua luz), com o peso de uma pena (sua justiça).
E o iniciado, surpreso, percebe que suas lágrimas aliviaram seu peso na subida.
Percebe que o bem que gerou no mundo fez bem para ele mesmo.
Mas também se surpreende ao ver suas falhas expostas e as dores que causou.
E ali, no salão dos espíritos, Maat determinará seu futuro, por seus atos.
Se ele permanecerá nos planos sutis, ou se descerá novamente à Terra, só Ela sabe.
Que os iniciados saibam disso, e se acautelem das mazelas do próprio ego.
Que continuem firmes na Luz, mesmo sob pressões, que são suas provas na carne.
Que não duvidem de seus potenciais nem reneguem a espiritualidade e o Alto.
Que estejam em guarda com as seduções dos agentes do mal e da dor.
Que nada os afaste do sol espiritual que norteia suas vidas e suas escolhas e atos.
Quem quer mais luz, que seja Luz!
Que sejam fortes.
Que saibam corrigir o rumo de suas jornadas.
Que carreguem a bússola do bom senso na nau de seus destinos.
Que sejam equânimes!
E que Maat os abençoe na travessia de mais uma existência na Terra.
 
O Todo está em tudo!
 
- Sanat Khum Maat e Os Iniciados****** –
(Recebido espiritualmente por Wagner Borges).
 
- Nota de Wagner Borges:
A primeira parte desses ensinamentos pode ser acessada neste link:
https://ippb.org.br/textos/919-ensinamentos-dos-iniciados
Esclareço aos leitores que sou apenas um servidor da Luz. Ou, melhor dizendo, estou tentando SER. Aos trancos e barrancos, vou fazendo o que vim fazer por aqui, que é esclarecer aos estudantes e trabalhadores espirituais sobre os mecanismos extrafísicos e os temas espirituais. Por isso, o pessoal legal do “Lado de Lá” me passa ensinamentos e mensagens sadias, para que eu as repasse do “Lado de Cá”. E, assim, eu vou melhorando e aprendendo junto, como deve ser. Ou, melhor dizendo, SER!
 
- Notas:
* Maya – do sânscrito - ilusão; tudo aquilo que é mutável, que está sujeito à transformação por diferenciação.
** Formas-pensamento - Formações mentais modeladas e organizadas pelo pensamento e a imaginação.
*** O lema “Liberdade,Igualdade e Fraternidade”, que ganhou fama na revolução francesa (a partir da segunda república, em 1848), era um lema dos iniciados de outrora. Portanto, sua menção no contexto desses escritos é sob este prisma espiritualista.
**** Hierofante - na tradição hermética é o "mestre iniciador", aquele que submete os neófitos (calouros) às provas iniciáticas.
***** Maat - a Deusa da Justiça na cosmogonia egípcia clássica.
Obs.: Para melhor compreensão sobre a natureza de Maat e suas correlações com os ensinamentos espirituais, ver os textos “Maat” e “Olho de Maat”, nos seguintes links:
http://www.ippb.org.br/textos/textos-periodicos/138-maat
http://www.ippb.org.br/textos/textos-periodicos/268-olho-de-maat
****** Os Iniciados - grupo extrafísico de espíritos orientais que opera nos planos invisíveis do Ocidente, passando as informações espirituais oriundas da sabedoria antiga, adaptadas aos tempos modernos e direcionadas aos estudantes espirituais do presente.
Composto por mentores hindus, chineses, egípcios, tibetanos, japoneses e alguns gregos, eles têm o compromisso de ventilar os antigos valores espirituais do Oriente nos modernos caminhos do Ocidente, fazendo disso uma síntese universalista. Estão ligados aos espíritos da Fraternidade da Cruz e do Triângulo. Segundo eles, são “iniciados” em fazer o bem, sem olhar a quem.
Para saber mais sobre o mestre extrafísico Sanat Khum Maat, ver o livro "Ensinamentos Extrafísicos e Projetivos", disponibilizado gratuitamente no site do IPPB, neste link: http://www.ippb.org.br/multimidia/livros-online
Há outros textos dele postados na seção de textos periódicos do site enviados semanalmente - www.ippb.org.br. Devido à profundidade de seus apontamentos, é um dos mentores mais queridos dos leitores, que, frequentemente, enviam e-mails pedindo mais textos de sua autoria espiritual.
Obs.: Enquanto eu editava essas linhas, rolava aqui no meu som o CD “Pure Compassion” – do maestro e músico canadense Mahavirya (pseudônimo de Robert Lafond). Então, deixo, na sequência, os links para as duas músicas que mais aprecio neste trabalho...
The Pilgrim Path - https://www.youtube.com/watch?v=fdxdlq-84Cg

Imprimir