685 - ENSINAMENTOS DE CONFÚCIO

Aquele que for realmente bom nunca poderá estar infeliz.
Aquele que for realmente sábio nunca poderá estar confuso.
Aquele que for realmente corajoso nunca terá medo.

***

O sábio não se aflige por não ser conhecido dos homens; ele se aflige por não conhecê-los.

***
Não faça aos outros aquilo que não queres que façam contigo.

***

Escolha um trabalho que tu ames e não terás que trabalhar um único dia em tua vida

***

O homem de bem exige tudo de si próprio; o homem medíocre espera tudo dos outros.

***

É mais fácil vencer um hábito hoje do que amanhã.

***

O homem superior age antes de falar e depois fala de acordo com suas ações.

***

Transportai um punhado de terra todos os dias e fareis uma montanha.

***

A virtude da humanidade consiste em amar os homens; a prudência, em conhecê-los.

***

Aquele que mais estima o ouro do que a virtude, há de perder a ambos.

***

A única maneira de não cometer nenhum erro é não fazer nada. Este, no entanto, é certamente um dos maiores erros que se poderia cometer em toda uma existência.

***

O homem se distingue dos outros seres pelo seu sentido de justiça.

***

O silêncio é um amigo que nunca trai.

***

O caminho da verdade é largo e fácil de descobrir. O mal está em que os homens não o procuram.

***

A melhor maneira de ser feliz é contribuir para a felicidade dos outros.

***

Não são as más ervas que sufocam o grão. É a negligência do cultivador.

***

Ser ofendido não tem importância nenhuma, a não ser que se continue a lembrar disso.

***

Um jovem em casa deve amar os pais, e fora dela respeitar os velhos. Deve ser discreto, mas, ao mesmo tempo, falar com convicção quando se fizer necessária a sua ação; deve amar a todos os homens, sem distinção, e alegrar-se com as pessoas de bom coração. Se assim se portar, terá condições de bem se governar e a outros.

***

Se tiveres acesso à fama, comporta-te como se estivesses recebendo um hóspede; se estiveres no governo de um povo, comporta-te como se estivesses pronto a oferecer um grande sacrifício.

***

Para onde quer que tu vás, vai todo, leva junto teu coração.

***

Não suponhas ser tão grande ao ponto de pensar e ver os outros menores que tu.

- Confúcio –


- Nota de Wagner Borges:

Confúcio (551-479 A.C.) foi um dos grandes mestres da China imemorial. Milhões de pessoas seguem seus ensinamentos até hoje. Na China há vários templos dedicados a esse grande sábio, mas ele também é profundamente admirado por muitos ocidentais. Ele foi professor, filósofo e teórico político.

Seu nome de família era K´ung (Confúcio é a transformação em latim de K´ung Fu-tzu, ou "Mestre K’ung").
Trata-se simplesmente de um dos maiores sábios da humanidade. Seus ensinamentos continuam iluminando a consciência de muitos estudantes e pensadores dos dias atuais. Faz um bem enorme ler algo desse genial pensador e benfeitor da humanidade. Ajuda a refletir e eleva os pensamentos aquelas alturas inefáveis, as quais os sentidos limitados não alcançam.

Antes de postar esses escritos com os ensinamentos de Confúcio em aberto para todos, postei-os na lista do grupo de estudos e assistência espiritual do IPPB na Internet. Aproveitei a ocasião para dar um toque no pessoal sobre a importância de se ler obras inspiradas, que abram o coração e elevem a consciência. Obras que ajudem a combater a negatividade tão em voga nos dias atuais. Obras que façam pensar e sentir algo a mais, fruto da genialidade de grandes mestres de todas as tradições.

Como o toque é pertinente aos escritos postados aqui, tomo a liberdade de reproduzi-los para todos, pois poderão ser úteis para a reflexão de outras pessoas.

Esclareço, ainda, que não sei escrever sobre temas negativos ou que diminuam a auto-estima do ser humano. Também não sei escrever sobre infelicidades, pois acho a vida uma maravilha, mesmo com todos os problemas que rolam por aqui. Em lugar de coisas obscuras, prefiro postar temas legais, que melhorem o clima consciencial das pessoas, como esses escritos do mestre Confúcio.

Obs.: Reproduzi o texto da lista do grupo do IPPB exatamente como foi postado lá, de forma informal mesmo.
Segue-se o mesmo logo abaixo.


“Olá, pessoal.

Esse texto do Confúcio será enviado em breve pelo site do IPPB, mas já estou adiantando-o aqui na lista para vocês.

Confúcio era um arraso! Ler esse cara faz bem pra caramba!

Que alegria poder ler e aprender com seus ensinamentos.

Deixemos de lado as babaquices, as futilidades e desperdício de tempo, as intenções pesadas, a necessidade de superar o outro, as mágoas e tolices, e os desmandos de nosso ego robusto.

Esse é um mundo onde desceram Jesus e Hitler, Buda e Torquemada, Krishna e

Mussolini, Lao-Tzé e Stalin, Confúcio e Gengis Khan; e eu e vocês.

A questão é: vamos dar mais atenção para quem? Vamos nos inspirar em quem?

Vamos tentar aprender com quem?

Para aqueles dias difíceis, nada melhor do que ler algo de Confúcio ou Lao-Tzé. Para aquelas situações de conflito, nada melhor do que aprender com Jesus. Naqueles momentos de angústia e agitação, nada melhor do que ler os ensinamentos do Buda. Naqueles dias de emoções pesadas, nada melhor do que dançar com Krishna.

E, quando se sentirem miseráveis por dentro, leiam Kabir, Rumi, Tagore, ou Fernando Pessoa... e se iluminem.

Escutem uma boa música. Valorizem mais seus amigos fiéis. Não deixem suas emoções de apego ou de perda afetarem sua jornada espiritual. Se escorem mais na prece sincera e espontânea, aquela que brota do coração espiritual e que não é formatada por dogma algum. Não se julguem mais nem menos do que alguém; pois não há ninguém no universo igual a vocês. E agradeçam a quem vocês quiserem, pela oportunidade de crescer e lutar contra a hipnose coletiva que escraviza os homens nos níveis baixos de lucidez e amor.

Para aqueles que já vislumbraram novos horizontes, além dos sentidos convencionais, a vida se torna uma maravilha, mesmo com todos os problemas e provas que aparecem a todo momento.

Não precisamos ser anjos para sermos felizes ou fazermos algo bom. Basta sermos nós mesmos, melhorados e motivados para valores mais sadios. Não precisamos de dogmas nos pressionando nem de outras pessoas nos dizendo o que fazer (na maioria das vezes por puro condicionamento religioso ou cultural) de nossas vidas.

Com discernimento e alegria podemos enfrentar a longa travessia de mais uma existência, até chegarmos ao porto da consciência cósmica. Podemos sim, todos nós.

No lugar de pensamentos pesados, recomendo Confúcio, mestre-cirurgião, que corta tolices de qualquer cabeça.

Deixo registrada aqui a minha grande admiração por esse grande mestre chinês.”



Um abraço.

Wagner Borges.

Texto <685><07/04/2006>

Imprimir Email