1088 - TOQUES ESPIRITUAIS DO PRETO VELHO AMIGO – II

(Combatendo as Zicas do Coração)
 
Meu filho, a verdade é que muitos estudantes das coisas do espírito não têm a fibra e a raça necessárias para aguentar o tranco da Luz dentro de seus corações. Falam muito de espiritualidade, mas, na hora das provas, arrepiam do caminho.
Esquecem-se de que são espíritos reencarnados e sujeitos às provas da carne, como todo mundo. E, às vezes, são levados para fora do caminho da Luz por companhias negativas, que inseminam conceitos distorcidos em suas mentes fracas.
E não pense que os espíritos malvados são a causa principal disso, não. Porque, na maioria das vezes, os maus conselhos são dados pelos próprios encarnados que estão do lado. E se a pessoa coaduna com o que ouve, então ela mesma é que se deixa levar...
Os irmãozinhos das trevas só se aproveitam daquilo que acham dentro da própria pessoa. E se encontram campo fértil, plantam pensamentos de discórdia e sementes de destruição. E essa ação deles tem a ver com sua própria condição negativa e de revolta diante das leis da Vida.
Mas, se eles são assim e semeiam discórdia e sedição, por que é que as pessoas permitem sua presença perto delas?
Talvez, porque elas mesmas já estejam na sintonia do mal que hospedam. E, também, porque, muitas vezes, esse mal já vem atrelado nas más companhias com as quais elas trocam energias e vivências.
De um lado, as más companhias dos encarnados e seus conselhos deletérios; de outro, a péssima companhia dos espíritos trevosos. E, no meio, a pessoa desavisada e submetida a sérias distorções em seus pensamentos – e levada a desvios espirituais lamentáveis.
É por isso que Nosso Senhor falava para “orar e vigiar”, para a pessoa não cair vítima das armadilhas e sedições das más companhias – dos homens e dos espíritos.
Quem abandona o caminho espiritual e abraça as coisas do mundo, como se fossem as únicas importantes em sua vida, se submete a sérias consequências cármicas à frente...
E isso é assim, não porque o mundo espiritual quer, mas, pela abertura deletéria que a pessoa permite. E os guias espirituais nada podem fazer quanto a isso, pois é livre-arbítrio dela mesma. E se a escolha é de direito de cada um, as repercussões de cada vibração abraçada também são.
E Nosso Senhor também alertou sobre isso, quando disse que, “a cada um segundo suas obras!”
Ah, meu filho, os guias espirituais também choram. Principalmente quando os seus pupilos dão atenção para os maus conselhos e guarida para a entrada do mal em suas vidas.
Porque eles sabem que a pancada cármica é forte, e que a dor e várias decepções purgarão as escolhas equivocadas dos que arrepiarem para fora do caminho da Luz.
Muitas vezes, os mesmos filhos que desertam do caminho espiritual, são os mesmos que imploraram aos seus guias, antes de reencarnar, pela possibilidade de trilharem a estrada da Fé e da espiritualidade. E isso porque se sentiam devedores do passado e tinham consciência das coisas ruins feitas anteriormente.
E é isso o que acontece: pedem novas chances e prometem mundos e fundos antes da descida à Terra; mas, quando vestem a roupa de carne, se esquecem dos bons propósitos e dão guarida para o mesmo mal que os atormentou em vidas anteriores.
E, novamente, entram no ciclo de semeadura destrutiva... Até a hora da dura reparação cármica!** A hora da colheita de sua covardia, manifestada na forma de decepções variadas e situações complicadas ao longo de sua vida...
É verdade, meu filho: os guias espirituais também choram!
E, em lugar de dar guarida às suas inspirações benfeitoras, os seus pupilos preferem ouvir o mal; em lugar de captarem a Luz espiritual, preferem as trevas azucrinando suas ideias; e, no lugar da prece e da Fé, o mergulho só nas coisas do mundo.
Muitas pessoas são acossadas terrivelmente pelos irmãozinhos trevosos, mas elas também não fazem por onde serem protegidas pela Luz. E, ao arrepiar do caminho, tornam-se presas fáceis das más companhias - do mundo dos homens, e do mundo dos espíritos.
Os guias espirituais choram por elas. Mas elas chorarão muito mais...
Não porque elas saíram de um lugar em que não estavam mais se sentindo bem; mas, porque abandonaram a espiritualidade. E isso não se encontra em lugar algum, pois é coisa de foro íntimo; é Consciência e Fé!
Meu filho, não é fácil aguentar o tranco da Luz no próprio coração. Sozinho, é muito difícil. Então, que os filhos de boa vontade caminhem no mundo com equilíbrio e prudência, diante das tentações do mal. E que estejam, cada vez mais, conectados com os seus guias espirituais. Que não se esqueçam da prece e nem de serem honrados com as coisas da Fé.
O caminho espiritual é dentro do coração. E quem trai sua Fé, trai a si mesmo.
As coisas do mundo também são importantes, mas são transitórias. E as más companhias só levam à destruição... Assim como, quem não deve, não teme.
E quem faz o seu guia espiritual chorar, também chorará, no tempo certo que o Carma determinar. E aqui fica esse alerta a todos os filhos que gostam das coisas do espírito.
Que Oxalá abençoe seus caminhos...
 
Na Fé!
Na Luz!
No Amor!
 
- Pai Joaquim de Aruanda –
(Recebido espiritualmente por Wagner Borges – São Paulo, 13 de abril de 2011.)
 
P.S.: esse recado do preto velho amigo me foi passado extrafisicamente, durante uma projeção para fora do corpo denso, enquanto o mesmo dormia no leito***. Ao voltar para o físico, corri para o computador para registrar o recado dele, naturalmente com o meu jeito de expressão, mas com o jeitão dele também em algumas expressões, que mantive da forma como ele projetou telepaticamente em minha mente livre. No entanto, independentemente disso, o importante é o conteúdo da mensagem.
 
- Notas:
* A primeira parte desse texto está postada no site do IPPB – www.ippb.org.br -, e pode ser acessada no seguinte endereço específico:
http://www.ippb.org.br/index.php?option=com_content&view=article&id=4353:toques-espirituais-do-preto-velho-amigo&catid=62:wagnerborges&Itemid=174  
Obs.: o leitor também poderá ler as duas entrevistas que fiz (fora do corpo), com o Pai Joaquim, e que já foram postadas pelo site do IPPB, nos seguintes endereços específicos:
Parte I -
http://www.ippb.org.br/modules.php?op=modload&name=News&file=article&sid=6395   
Parte II -
http://www.ippb.org.br/index.php?option=com_content&view=article&id=6420&catid=31:periodicos&Itemid=57 
E, para quem quiser escutar uma gravação contendo uma comunicação mediúnica dele comigo, é só entrar no seguinte endereço específico do site do IPPB:
http://www.ippb.org.br/index.php?option=com_docman&task=doc_details&gid=27&tmpl=component&Itemid=187
** Repercussões cármicas – toda ação gera uma reação correspondente; toda causa gera o seu efeito correspondente. A esse mecanismo universal os hindus chamaram carma. Suas repercussões na vida dos seres e seus atos podem ser denominados de consequências cármicas.
Obs.: Carma - do sânscrito “Karma” - ação; causa – é a lei universal de causa e efeito - Tudo aquilo que pensamos, sentimos e fazemos são movimentações vibracionais nos planos mental, astral e físico, gerando causas que inexoravelmente apresentam seus efeitos correspondentes no universo interdimensional. Logo, obviamente não há efeito sem causa, e os efeitos procuram naturalmente as suas causas correspondentes.
*** Projeção da consciência – é a capacidade parapsíquica - inerente a todas as criaturas -, que consiste na projeção da consciência para fora de seu corpo físico.
Sinonímias: Viagem astral – Ocultismo.
Projeção astral – Teosofia.
Projeção do corpo psíquico - Ordem Rosacruz.
Experiência fora do corpo – Parapsicologia.
Viagem da alma – Eckancar.
Viagem espiritual – Espiritualismo.
Viagem fora do corpo – Diversos projetores extrafísicos e autores.
Emancipação da alma (ou desprendimento espiritual) – Espiritismo.
Arrebatamento espiritual - autores cristãos.

Texto <1088><27/04/2011>

Imprimir