1321 - HÁ ALGO MAIS: UM AMOR. UMA LUZ. – LXV*

(Betume Queimando no Fogo do Espírito)
 
Às vezes, eu escuto uma canção que vem das estrelas...
Ela fala de fé e de flama espiritual na jornada da vida.
Em meu coração, eu compreendo.
Então, um fogo sutil me queima por inteiro...
E eu me derreto na chama do Amor.
 
Eu sou betume sob a ação de um fogo celeste...
E me derreto serenamente.
Ah, já vai longe o meu tempo de tolices...
O fogo do discernimento está incinerando-as.
E eu queimo, alegremente, dentro e fora.
 
Um dia, a Mãe Divina tocou-me, em Espírito e Verdade...
E eu comecei a queimar.
Então, passei a ouvir a canção sutil das esferas extrafísicas.
A mesma canção dos iniciados espirituais de todas as eras.
E ela disse para “seguir a Luz e fazer o Bem sem olhar a quem”.
 
Ah, Mãe Querida, eu continuo queimando...
As cinzas de minhas vãs aspirações voam pelo vento da vida.
O fogo d’alma continua iluminando minha senda espiritual.
Os mentores extrafísicos** me visitam em Seu Nome.
E me dizem que o Amor arde sem abrasar o Ser.
 
Já vai longe o meu tempo de menino...
O homem que hoje eu sou é só betume derretido pelo fogo celeste.
Esse fogo, que desce aqui e me sussurra as coisas do espírito.
Esse fogo, que também queima sob os meus pés, para não me deixar cair na senda.
Esse fogo, que me fala de algo mais: Um Amor. Uma Luz.
 
P.S.:
No centro da noite, o fogo veio mais uma vez...
E eu escutei a canção dos espíritos, bem vivos.
Em meu coração, eu compreendi o recado deles, que dizia o seguinte:
“Não se esqueça de que a Mãe Divina também queimou suas mãos...
Para que você escrevesse palavras de fogo espiritual no mundo.
É hora de você cumprir mais esse Darma*** que Ela lhe incumbiu de fazer.
Há algo mais: Um Amor. Uma Luz.
Como você mesmo disse, ‘já vai longe o seu tempo de menino’.
É hora do homem feito selar com o fogo d’alma as páginas de mais um livro.
É hora do fogo espiritual secar as lágrimas dos que sofrem a dor de uma perda.
Que esse livro seja um fogo de Amor honrando a senda da imortalidade...
E que você continue queimando, meu irmão, sempre.”
Sim, o fogo veio e deixou claro: há algo mais: Um Amor. Uma Luz.
E quem sou eu para dizer que não? Afinal, não passo de betume queimando...
E não sou mais menino. Então, é hora do homem fazer o que tem de ser feito.
Há algo mais: Um Amor. Uma Luz.****
(Acho que a essa altura, o mantra de hoje seria “Om Queimando Om!”)
 
Paz e Luz.
 
Wagner Borges – mestre de nada e discípulo de coisa alguma, queimando no fogo do espírito, que não abrasa, só ama.
São Paulo, 30 de dezembro de 2013.
 
- Notas:
* Esse texto fará parte de um novo livro sobre vida após a morte que publicarei em breve (com diversos textos alusivos à temática da imortalidade da consciência). O mesmo será postado para leitura gratuita na Internet.
** Mentores espirituais – entidades extrafísicas e positivas que ajudam na evolução de todos os seres; amparadores extrafísicos; companheiros espirituais; protetores astrais; auxiliares invisíveis; guardiões astrais; guias espirituais; benfeitores espirituais.
*** Darma – do sânscrito “Dharma” – dever, missão, programação existencial, mérito, bênção, ação virtuosa, meta elevada, conduta sadia, atitude correta, motivação para o que for positivo e de acordo com o bem comum.
**** Enquanto eu escrevia essas linhas, rolava aqui no som um CD contendo uma coletânea de músicas da banda alemã de rock progressivo/eletrônicoTangerine Dream. Aliás, eu mesmo montei a seleção das músicas, para ouvir durante as viagens que faço para palestras e cursos por esse mundão de Deus. E eu gosto muito de três dessas músicas: “Sun Gate”, “Loved By The Sun”, e  Rain in N.Y. City.
Então, se alguém quiser apreciá-las também, deixo na sequência os seus links específicos no site do Youtube:
 Tangerine Dream
- “Sun Gate”
 http://www.youtube.com/watch?v=5FpyGRPr9hI 
- “Loved By The Sun” (Studio Version) -
 http://www.youtube.com/watch?v=me4BYxJmngY 
- “Loved By The Sun” (com cenas do filme) -
 http://www.youtube.com/watch?v=NbDb8yITvhI 
- “Rain in N.Y. City-
 http://www.youtube.com/watch?v=VzWBZaI3-us 
 Obs.: Sobre essa última música, há um texto antigo em que também falo dela. Então, deixo o mesmo na sequência, pois poderá acrescentar algo mais a esses escritos de hoje.
 
 
RAIN OF LOVE*
(Texto Postado Originalmente na Lista Interna do Grupo de Estudos e Assistência Espiritual do IPPB).
 
Olá, amigos.
Agora são exatamente 4h22min da madrugada.
Estive ontem realizando mais uma aula com o grupo de estudos de Jundiaí, e viajei de volta para São Paulo logo depois. Cheguei em casa por volta das 23h50min.
Fiz um lanche, assisti o noticiário da noite e liguei o computador para trabalhar um pouco. Costumo aproveitar as horas da madrugada para escrever, devido ao silêncio.
Revisei vários textos e editei um deles para publicação numa das revistas para qual escrevo. Na verdade, precisava mesmo revisar os originais da nova edição de um livro. Mas não estava com vontade de fazer isso, devido ao trabalho que dá (repassar mais uma vez os textos e descobrir os erros contidos nos mesmos é um saco), e o cansaço de ter que ler cuidadosamente o material mais uma vez.
Então, passei a madrugada apenas revisando textos soltos e selecionando-os para futura postagem pelo site do IPPB.
Ainda agora, decidi ir dormir. Mas, antes, como sempre faço, preparei-me para ficar quietinho e realizar uma pequena meditação, na cama mesmo, porém, sentado.
Daí, lembrei-me de um CD da banda alemã de rock progressivo/eletrônico Tangerine Dream. Fui até o outro quarto e peguei-o para escutar.
Trata-se de uma trilha sonora do ano de 1984, totalmente instrumental. Na verdade, o mesmo tem um valor sentimental para mim. É que eu o usei como trilha sonora de várias práticas energéticas ao longo dos anos. Escutá-lo, me faz lembrar de muitas pessoas e coisas boas de outros tempos. Faz o meu coração viajar novamente na atmosfera de tantos lances espirituais e humanos, lindos e cheios de luz.
Então, vim aqui para a sala e coloquei o CD para tocar. A faixa 4 é uma viagem sonora maravilhosa. Sempre me emociono ao escutá-la.
E, novamente, aquela magia de tantos momentos desceu aqui!
Meu coração se encheu de gratidão e Amor, por poder escutar algo assim e lembrar-me, de forma sadia, de tanta coisa boa projetada espiritualmente ao longo dos anos de trabalho de esclarecimento consciencial.
Lembrei-me de pessoas queridas - muitas delas estão presentes até hoje aqui em nosso grupo, como a Flávia, o Dr. Juan, o Silvinho, e outros que não moram mais nesse plano denso, como o Suyama e o Henrique.
Talvez eles fiquem contentes do “lado de lá”, ao saber que estou ouvindo este CD que eles também adoravam.
Sei lá o que rola, meus amigos. Acho que estou ficando velho. Ou é muito Amor que desce aqui e o meu pequeno coração não aguenta o tranco. Ou, talvez, a coisa seja menos complexa do que penso: simplesmente é um prazer ouvir boa música e lembrar-me de bons momentos da vida, não por apego ou saudade doentia, mas, por lembrança sadia que gera sentimentos legais e faz pensar em algo mais...
O que sei é que estou sentado aqui escrevendo, enquanto um Grande Amor também está presente. Está em meu coração, em meus dedos que digitam essas linhas, em meus olhos, que, agora, parecem duas estrelinhas, e na atmosfera do meu apartamento.
Sim, tem um Grande Amor aqui! E uma música linda rolando no som...
Ah, Suyama e Henrique, está rolando o som do Tangerine Dream aqui em casa!
E duas mãos luminosas estão tocando os meus ombros suavemente. São mãos de amparadores espirituais, sempre junto, dando aquele suporte invisível e compreendendo a tudo e a todos. Quem sabe, a Luz deles também viaje junto com esses escritos até o coração de vocês, como um presente invisível?
Sim, um presente, como a quarta faixa do CD que estou ouvindo. Chama-se “Rain in N.Y. City” (“Chuva na Cidade de New York”**).
Então, que uma chuva de Luz chegue na cidade-coração de vocês!
Por obra e graça de um Grande Amor que não se explica, só se sente...
 E eu não sei mais o que dizer. Vocês já sabem: quando o coração fala ao coração, não há mais nada a dizer.
 
P.S.:
Está aqui. É como um Sol.
É pura compreensão serena.
Não é deste mundo, mas está aqui.
E eu não sei o porquê; não sou avatar*** de nada.
Talvez ela tenha vindo para viajar junto com esses escritos...
Sei lá! Está enchendo o apartamento de paz silenciosa.
Não tem forma humanóide. É como uma massa de Luz viva.
É Consciência/Amor/Luz. É Serenidade lúcida...
E eu fico igual criança tímida, por ver e sentir algo assim.
Maravilhado por tal grandeza estar aqui.
Admirado com a ternura serena que sinto vir dela.
E, me pego pensando: não sou mestre ou senhor de nada.
Nem de mim mesmo! E o meu coração é pequeno.
Então, já sei porque essa massa luminosa consciente está aqui:
Ela veio para escutar a música do Tangerine Dream!
E eu me pego pensando e sentindo esse Grande Amor.
Que não é deste mundo, mas escolheu estar aqui.
Como um sol no meio da noite.
Como uma chuva de Amor no coração.
Como um presente do Céu.
Como uma inspiração, para trabalhar mais e melhor...
Como uma namorada secreta e invisível.
Como algo que um dia sonhei, quando era menino.
Algo do Céu, que desceu em meu pequeno coração.
Que me encantou e me fez sonhar com algo mais...
Algo do Céu, que me disse que viver é um presente especial.
Que não é só comer, beber, dormir, trabalhar e copular, sem pensar.
Que viver é encantar-se. É como a música, que emociona e faz viajar...
Sim, como a música, que fez algo do Céu descer aqui.
E que me fez escrever, para compartilhar o que não se explica.
Ela está aqui. Consciência/Amor/Luz... Massa luminosa lúcida e serena.
Ela veio pela música. E, assim, eu a reencontrei, depois de tantos anos.
Era um sonho de menino, e hoje está aqui, bem juntinha.
Não sou mais menino e nem virei sábio espiritual, ainda bem.
Mas a música que rola aqui é legal demais!
Até o Céu desce aqui para ouvir.
E aí, o apartamento parece a Via Láctea.
Eu viro criança novamente, cheio de pó de estrelas nos olhos.
Por onde eu olho, só tem Luz, como deve ser.
 
Paz e Luz.
 
- Wagner Borges - seu colega de evolução, com qualidades e defeitos, igual a vocês, contente só por ouvir uma música e por simplesmente existir, e por saber que viver não é só comer, beber, dormir, trabalhar e copular, mas, também, encantar-se, sorrir, amar, emocionar-se lindamente, e lembrar-se de pessoas e lances valorosos.
Ah, meus amigos, há coisas que nenhum dinheiro no mundo pode pagar. Como ter essas duas mãos luminosas passando energias nesses escritos, enquanto digito estas linhas. Ou, simplesmente, por sentir a aura limpinha e cheia de luz. E por saber que sou apenas um pequeno veículo, imperfeito, é claro; mas o Amor que passa por aqui é muito Grande.
Por favor, recebam este Grande Amor!
E que o coração de vocês seja maior do que o meu.
Para que tudo e todos melhorem, por onde vocês forem...
 
 
Om Prakash Om!****
 
São Paulo, 20 de agosto de 2008.
 
- Notas:
* Rain of Love – do inglês – “Chuva de Amor”.
** O CD do Tangerine Dream é o “Heartbreakers” (uma trilha sonora de filme) – do ano de 1984 – Importado - U.S.A.
***Avatar – do sânscrito – emissário celeste.
**** Prakash – do sânscrito – Luz espiritual; Luz imperecível; Luz do espírito.

Texto <1321><14/03/2014>

Imprimir