1654 - HÁ ALGO MAIS... UM AMOR, UMA LUZ

1654 ha algo mais um amor uma luz
 
HÁ ALGO MAIS... UM AMOR, UMA LUZ*.
(Uma Mensagem para a Borboleta Que Ri...)
 
Meu amigo, você voltou para casa das estrelas...
E eu não estava junto para me despedir.
Também não fui ao velório do seu corpo...
Porque eu sabia que você não estava lá!
Aliás, quantas vezes você me disse isso?...
“Que o seu corpo era a lagarta e você, a borboleta”.
Pois é, eu não me sentiria à vontade lá e nem você...
Quando eu recebi a notícia de sua partida, só fiz uma prece.
Sabe?... Pessoas como você passam rápido pelo planeta...
Porque as estrelas sentem saudades e logo chamam de volta.
Eu sei que a sua família está sofrendo e eu respeito isso, é claro...
Mas, meu amigo, o que ficou comigo foi o seu sorriso e sua amizade.
Você me conhece bem, sou espiritualista e não gosto de corpo vazio...
Prefiro pensar em você bem vivo e cheio de luz, como sempre foi.
Por favor, quando der, apareça! Talvez, eu até escreva algo sobre isso...
Quem sabe, uma canção falando de você como a borboleta que ri no Astral.
Se eu puder, irei até você, fora do corpo**, para uma visita e um abraço...
Talvez eu escreva algo legal, falando dos sentimentos que nunca morrem.
Aliás, você se lembra da série de textos “Há Algo Mais... Um Amor, Uma Luz”?...
Quem sabe, vou falar de você lá... É até provável que os seus familiares leiam.
Talvez eles compreendam melhor o que é real nesse mar de ilusões daqui...
E o sintam bem vivo, por entre os planos, voando igual borboleta.
E eu, meu amigo, fico por aqui, fazendo aquele trabalho espiritual de sempre...
Até que as estrelas me chamem de volta (momento que só o Alto sabe).
Há algo mais... Um Amor e uma Luz!
(E eu estou ouvindo uma linda música em sua intenção***.)
 
P.S.:
Você aí, brincando com as estrelas...
Eu aqui, escrevendo.
E os sentimentos voando na noite...
Porque os corações se falam de formas admiráveis.
Mãos que se tocam no infinito, por entre os planos...
Porque a vida continua, ainda bem!
 
(Dedicado ao meu amigo “Borboleta”.)****
 
- Wagner Borges – mestre de nada e discípulo de coisa alguma.
São Paulo, 16 de outubro de 2018.
 
- Notas:
* Esses escritos serão inseridos no segundo volume do livro “Há Algo Mais... Um Amor, Uma Luz”, que estou revisando para publicação em breve. 
Obs.: O primeiro volume do livro está disponibilizado para download gratuito nesse link: http://www.ippb.org.br/blog/livro-ha-algo-mais-um-amor-uma-luz
** Projeção da consciência – é a capacidade parapsíquica - inerente a todas as criaturas -, que consiste na projeção da consciência para fora de seu corpo físico.
Sinonímias: Viagem astral – Ocultismo.
Projeção astral – Teosofia.
Projeção do corpo psíquico - Ordem Rosacruz.
Experiência fora do corpo – Parapsicologia.
Viagem da alma – Eckancar.
Viagem espiritual – Espiritualismo.
Viagem fora do corpo – Diversos projetores extrafísicos e autores.
Emancipação da alma (ou desprendimento espiritual) – Espiritismo.
Arrebatamento espiritual - autores cristãos.
*** A música é a “Landscapes”, da banda inglesa de rock progressivo Camel. Então, para quem quiser ouvir e, também, se emocionar com essa linda canção, deixo, na sequência, o seu link no Youtube.
https://www.youtube.com/watch?v=YYywmPh8viE
**** Naturalmente, deixei de dar detalhes sobre o meu amigo, que partiu há algum tempo, para evitar suscetibilidades de familiares. O importante é o conteúdo desses escritos e a mensagem positiva sobre a imortalidade da consciência, que poderá ajudar outras pessoas batidas pela dor de uma perda. Quando o meu amigo souber que eu falei dele aqui no livro, certamente ficará bem contente.

Texto <1654><05/12/2018>
 

Tags: Wagner Borges

Imprimir