Peles de Estrelas

peles de estrelas
 
PELES DE ESTRELAS*
A Luz que está em tudo!
 
Por trás desses meus olhos de corpo brasileiro...
Estão outros olhos, ocidentais e orientais.
Olhos de negros, amarelos, vermelhos e brancos.
Olhos de todas as cores e peles, de todo lugar...
Da Terra, e além dela.
E, interpenetrados em todos eles, os meus olhos espirituais...
Olhos com brilho estelar.
E, acima deles, os Olhos do Ancião dos Dias...
Olhos do Todo** que está em tudo!
Por isso, quando eu olho, vejo algo mais...
A pele real de cada Ser, da cor da Luz.
Sim, pele estelar e espiritual.
Ah, enquanto eu olho, também escuto algo mais...
A canção das esferas!
Aquela canção, que toca em todos os planos...
E que também toca em cada coração, de todos os seres.
Quando eu toco, a Luz flui pelas minhas mãos...
E encontra a Luz sob a pele de alguém.
A mesma Luz que gera tudo!
Quando eu cheiro, noto um perfume espiritual...
O mesmo que sai da pele de todo Ser.
O cheiro (energia) de cada um.
Sim, a vibração espiritual original, Luz na carne.
E quando eu saboreio algo, eu sei que também é energia...
Porque o Todo está em tudo!
 
P.S.:
Visão, olfato, tato, paladar e audição...
Os cinco sentidos do corpo.
Interpenetrados neles, o Eu real, além das aparências.
Esse Eu Espiritual, que não nasce e nem morre...
Só entra e sai dos corpos perecíveis.
Esse Eu Estelar, pele de Luz...
Que navega pelos Mares do Eterno.
Esse Ser Espiritual, filho do Amor mais lindo de todos...
Em você, caro leitor; em mim, o escritor; e em todos.
Ah, essa pele de Luz interpenetrada em todas as peles...
Pele espiritual do Todo que está em tudo!
Porque todos os povos têm a mesma origem: a Luz.
 
(Dedicado a todos os que abominam qualquer forma de racismo e que caminham com brilho nos olhos e coração aberto para os abraços de todas as cores, em todos os planos de manifestação, na Terra e além...)
 
Paz e Luz.
 
- Wagner Borges – mestre de nada e discípulo de coisa alguma.
São Paulo, 19 de junho de 2020.
 
- Notas:
* Este texto foi escrito especialmente para ser incluído na reedição do meu livro “Falando de Vida Após a Morte”, que será relançado em breve pela Editora Luz da Serra.
** O Todo - expressão hermética para designar o Poder Absoluto que está em tudo. O Supremo, O Grande Arquiteto Do Universo, Deus, O Amor Maior Que Gera a Vida. Na verdade, O Supremo não é homem ou mulher, mas pura consciência além de toda forma. Por isso, tanto faz chamá-lo de Pai Celestial ou de Mãe Divina. Ele é Pai-Mãe de todos.
Obs.: Enquanto eu editava essas linhas, rolava aqui no meu som uma coletânea de músicas do guitarrista americano Neal Schon (da banda de pop/rock Journey). Então, deixo, na sequência, os links do YouTube para quatro de suas lindas músicas.
 
Para acessar os textos anteriores dessa seção, por favor,clique aqui.
 
 

Imprimir