1151 - VIAJANDO NAS ONDAS ESPIRITUAIS DE SHIVA-RUDRA*

Ó, Senhor Rudra!
Nós estamos aqui, na grande metrópole de aço e concreto, cheia de agitação e de dores... Mas não nos esquecemos do Seu abraço silencioso e amigo.
Por isso, nós lhe pedimos a proteção em mais uma jornada espiritual...
Ó, Senhor Shankara!
Que Sua Luz chegue em nossos corações, para que nos tornemos pequenos avatares** de suas bênçãos, a favor de todos os seres...
Ó, Senhor Shiva!
Que a Sua espada do discernimento possa cortar a cabeça de nossos egos renitentes... E que nunca nos esqueçamos do quanto somos agraciados com os toques e oportunidades espirituais que o Senhor nos concede...
Ó, Mahadeva!
Que as escamas de nossa ignorância caiam diante do Seu Poder de Transformação... E que se revele, finalmente, aquela Luz maravilhosa que mora em nossos corações.
Ó, Narataja!
Que a Sua dança dissolva a inércia que nos paralisa nas dores do passado... E que, enfim, caminhemos, confiantes, rumo à Consciência Cósmica...
Ó, Tandava!
Que os seus passos transmutem toda perfídia e todo ódio em ondas de Puro Amor... E que tudo o que é negativo em nós possa virar Luz.
Ó, Senhor dos Três Olhos!
Que os Seus raios de Sabedoria possam abrir nossa visão para o que é real e veraz... E que o discernimento faça morada em nossas frontes.
Ó, Senhor das Energias!
Que o Seu toque secreto encha nossas auras de energias sadias e faça os nossos chacras*** virarem pequenos sóis de Amor.
Ó, Senhor dos Iogues!
Que o nosso corpo sutil seja lavado na Luz da renovação, e que nossas viagens espirituais sejam auspiciosas...
Ó, Senhor das pistas que levam à consciência cósmica!
Nós estamos aqui, em mais uma jornada espiritual, que não é nossa, mas, sim, Sua. Então, que sejamos dignos desse darma!****
E que não seja somente essa grande cidade de aço e concreto a ser abençoada, mas, que todos os lugares onde houver agitação e dor sejam lavados na Sua Luz.
E que nossos corações sejam transformados em Seus lótus espirituais... Para que, nas ondas do Amor, sejamos Paz e Luz.
Ó, Senhor Shiva!
Que o nosso mantra de hoje seja apenas a palavra "OBRIGADO!"
Por tudo.
 
Gratidão.
Om Namah Shivaya!*****
 
P.S.:
Esses escritos em forma de prece foram feitos um pouco antes de uma reunião espiritual no Espaço Origens - de São Paulo. Aliás, que reunião auspiciosa, onde rolou uma assistência espiritual maravilhosa, ligada às vibrações de Shiva e seus trabalhadores extrafísicos. E onde, também, eu pude explicar para o grupo presente diversas coisas relativas aos aspectos iogues e esotéricos do Maha-Deva (incluindo um de seus mantras, de grande valor para proteção espiritual).
E, agora, horas depois do lance, ainda continuo sentindo as vibrações de Shiva-Rudra em meus chacras - e suas energias fluindo por todos os poros do meu corpo e por toda minha aura (campo energético).
E eu fico aqui, agradecido e contente, viajando nas ondas desse Grande Amor, que não se explica, só se sente...
 
- Wagner Borges - mestre de nada e discípulo de coisa alguma.
São Paulo, 29 de novembro de 2011.
 
- Notas:
* Shiva - na cosmogonia hinduísta, o Divino é representado por três aspectos fenomênicos: Brahma - O Criador; Vishnu - O Preservador; e Shiva - O Transformador.
Shiva é o senhor de todas as transmutações na natureza, é o senhor das energias e de todo movimento vital. Em muitas representações simbólicas, Ele é representado como o "Nataraja", O Dançarino Divino que faz o universo vibrar e girar em sua eterna dança cósmica (que dilui as brumas da ilusão e faz ver o real). Por isso, algumas imagens o mostram dançando dentro de uma roda (o universo).
Eis alguns dos principais epítetos de Shiva:
- Tandava - do sânscrito - Dançarino dos crematórios e cemitérios.
- Shankara - do sânscrito - Dispensador de bênçãos.
- Rudra - do sânscrito - O Destruidor (do ego); O Curador da alma.
- Shamboo - do sânscrito - Senhor da alegria.
- Mahadeva - do sânscrito - Maha: Grande, Vasto, Imenso - Deva: Divindade, Ser Celestial. Logo, Mahadeva significa Grande Divindade; Grande Ser Celestial; Grande Deus.
** Avatares - do sânscrito - emissários divinos; canais da divindade.
*** Chacras - do sânscrito - são os centros de força situados no corpo energético e têm como função principal a absorção de energia - prana, chi -, do meio ambiente para o interior do campo energético e do corpo físico. Além disso, servem de ponte energética entre o corpo espiritual e o corpo físico.
  Os principais chacras são sete - que estão conectados com as sete glândulas que compõem o sistema endócrino: coronário, frontal, laríngeo, cardíaco, umbilical, sexual e básico.
**** Darma - do sânscrito "Dharma" - dever, missão, programação existencial, mérito, bênção, ação virtuosa, meta elevada, conduta sadia, atitude correta, motivação para o que for positivo e de acordo com o bem comum.
***** Om Namah Shivaya - do sânscrito - é um dos mantras evocativos de Shiva e Seu Poder de Transmutação. Para melhor compreensão sobre isso, ver o texto "Shiva - O Mahadeva", postado no site do IPPB, no seguinte endereço específico:http://www.ippb.org.br/modules.php?op=modload&name=News&file=article&sid=4681
Obs.: nas notas desse texto está postada uma coletânea de textos relativos a Shiva, postados antes como textos periódicos do site ao longo dos anos.
Ver também o texto "Shiva-Shankara":
E o texto "Shiva - Velho Amigo dos Iogues e dos Homens":

Texto <1151><24/02/2012>

Imprimir Email