56 - OS COMPANHEIROS

Aos que se sentem envolvidos nas nuvens escuras da incompreensão humana, nós trazemos a "farda da alegria" e as asas do amor.

A paz da alma não é para os fracos de espírito; é para aqueles que estejam dispostos a submeter o próprio ego no fogo do sacrifício vivificante.

Ao verdadeiro buscador é pedido, pelas forças superiores, nada mais nada menos do que a decepação da cabeça do ego, a morte do orgulho.

Nós, "Os Companheiros", convidamos aos que querem trabalhar espiritualmente, a embarcarem nas asas do amor e da alegria. A palavra de passe para o alto é: HUMILDADE E SERVIÇO!

Servir à LUZ e não ao ego inferior.

Não é tarefa fácil, mas é a realidade: não se chega ao Céu sem trabalho!

Não se chega à Eterna Luz com o ego inflado.

A LUZ só respeita e protege aos que trilham a senda com a sabedoria de procurar servir ao Bem, sem alarde.

- Os Companheiros -*
(Recebido espiritualmente por Wagner Borges)

* Os Companheiros: equipe de espíritos egípcios ligados à egrégora espiritual da Maçonaria.

* * *

O texto abaixo foi escrito por uma pessoa cadastrada em nossa home-page, que preferiu não se identificar.

Caxias do Sul, 9 de Agosto de 1998.
/*



Texto <56><04/10/1998>

Imprimir Email